OS JOVENS

Conheça um pouco sobre nós e o nosso trabalho

HABITAR A
VIDA E A CULTURA
DOS JOVENS DE
HOJE

A ação pastoral deve ser realizada de maneira profissionalmente correta, valorizando toda ajuda que provenha das ciências e da sabedoria humana, mas deve ser orientada, principalmente, pela contemplação da situação juvenil com o mesmo olhar de Deus, olhar que Dom Bosco teve em sua vida, do sonho dos nove anos até o fim… (QR pg. 26-27)

A Pastoral Juvenil Salesiana está atenta, por definição, aos sinais dos tempos, porque os jovens nunca são os mesmos e a sua idade e condição são mutáveis e variáveis por natureza. Por isso, a pastoral salesiana não tem receio de alterar os próprios paradigmas e colocar-se na condição de conversão pastoral. (QR pg. 34)

O NORDESTE

Os contextos em que nos movemos são caracterizados por notável complexidade e contradição. É um dado de fato que nunca como atualmente somos chamados a colocar o tema de modo explícito.(QR pg. 34)

OS JOVENS

Dom Bosco se vê lançado num mundo novo, em que não faltam problemas sociais, econômicos, políticos e religiosos, em que vai crescendo o anticlericalismo e onde o sentir normal da gente “nobre”, compreendida uma parte da Igreja, é que os jovens não são e jamais serão adequados à vida civil. Muitos deles são analfabetos, ignorantes, religiosamente não praticantes, dados ao furto e aos crimes. Único remédio: «a Generala», a prisão juvenil.

Dom Bosco, graças também à orientação espiritual e pastoral do padre Cafasso, vê essa situação com outros olhos, vê nos encarcerados, possíveis futuros honestos cidadãos; nos jovens em situação de rua, bons cristãos; nos limpa-chaminés e nos jovens operários, futuros santos, pilares da sociedade e da Igreja do presente e do futuro. (QR pg. 25)

NOSSA RESPOSTA

Á imagem do Bom Pastor que reúne suas ovelhas e as guia para pastagens seguras, a pastoral salesiana é ao mesmo tempo evangelização e educação. Ela é obra de transformação de toda a vida do jovem, e se esforça para ouvir e conhecer de modo profundo e competente a realidade em que vivemos a fim de podê-la transformar segundo o desígnio divino. (QR pg. 28)

A nossa missão não se exprime primeiramente na organização de obras e de projetos, mas na construção de Comunidades Educativo-Pastorais que refletem aqui na terra a mesma comunidade trinitária do céu, aonde somos chamados a morar.(QR pg. 30)

NOSSAS OPÇÕES

No CI24, assumimos o compromisso de dedicar mais tempo aos jovens de nossas presenças, com coração oratoriano. A experiência espiritual oratoriana deve acontecer em todas as obras salesianas e até fora delas.

Operacionalização: Oferecer mais do nosso tempo, indo além do que é próprio de cargos e funções. Atenção ao Oratório, como encontro do salesiano com os jovens, especialmente os mais pobres. (CI 24)

No mesmo CI24, assumimos também o compromisso de relançar nossa presença salesiana entre os mais pobres:

Testemunhar a “radicalidade evangélica” através da contínua conversão pastoral, colocando-nos de modo mais decidido e significativo a serviço dos jovens mais pobres (CG27, 63.3.

Assim, nos propomos:
WordPress Lightbox Plugin